quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Para minha amida Drica (Da Série "Cartas")


Drica, querida!
Como estão as coisas? Tem feito um calor infernal aqui. Sim! existe um lugar mais quente que Belém! E é exatamente onde estou...
Como tinha te dito antes, as coisas mudaram por aqui. Vou poder ir à praia! Seis hora de trabalho por dia... Posso ir todas as manhãs se quiser! Pelo menos enquanto tem praia. Muito em breve não haverá mais.
Apocalíptica essa declaração (A propósito, escrevi certo?).
Ando feliz e aliviada, mas como sempre, contando os dias!
Bom, ultimamente eu ando como o Chico diz naquela música, pensando em telefonar, mas a tarifa não tem graça. Queria contar as novidades pessoalmente, mas até ter a oportunidade elas já não serão mais novidade.
A vida é assim. Tudo corre muito aceleradamente! Pra alguns, pelo menos.
Quero saber de ti. Me escreve quando tiver um tempinho. Pelo menos a tecnologia favorece as relações, já que as operadoras de telefonia se ocupam de prejudicá-las.
Ah! Diz pra tua mãe que talvez eu vá pra inauguração da casa nova e vatapá não é, necessariamente, um prato popular. O dela, particularmente, é divino!!!
Não esquece de escrever, hein?!
Um beijo muito carinhoso pra minha pequena grande amiga (Ô trocadilho infeliz! Mas é sincero!)
Tchau,
Mi.

3 comentários:

Adriana disse...

Mi, tô começando a pensar na possibilidade de ter um blog...acho que pode ser terapûtico para uma pessoa que precisa exercitar e expressão das idéias e sentimentos, né?

Michele Oliveira-Silva disse...

Acho uma ótima idéia! Às vezes alivia muito escrever, sabia? Fora que não precisa selo e nem demora pra chegar ao destinatário! Hehehehehe...

Vivi disse...

Que delícias de cartas! Sinto como se fôssemos velhas amigas que têm a distância como impecilho mas não como impossibilitador de nossa amizade e da troca de afetos.
Ué!? Nós somos! :)
Como é bom saber de ti, que inveja de pegar praia todo dia (enquanto houver praia)... Vamos sim pensar naquelas mini-férias! Bem que a Drica podia passar com a gente também, o que acham?
Beijos!