quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Flashback




É isso aí... Recordar é viver!
O dia de hoje foi legal. Choveu. Finalmente, depois de algumas semanas fazendo aquele calorão que só quem vive(u) aqui conhece.
O calor aliviou? Não, claro que não.
Mas por alguns instantes eu pude lembrar do cheiro do asfalto molhado, aquela poeirinha virando lama e aquele cheirinho da terra molhada. Booooommm...
Depois disso, encontrei pessoas com as quais até encontro com certa freqüência, mas as lembranças delas desencadearam as minhas.
Nem são lembranças tão boas assim, mas são engraçadas.
Lembrar dos lenços "emudecidos" é sempre um barato!!! Sempre acaba em risada!
Outras coisas me lembraram a finitude das coisas e eu fiquei nostálgica. Por ciclos que se encerram, relações que acabam, lugares que deixamos de freqüentar...
A substituição das coisas é a parte difícil da vida.
Será mesmo possível substituir o amor perdido por outras coisas "prazerosas"? A amizade que evanesceu por novas que certamente irão requerer um esfooooooooorço daqueles?
Sei lá, eu gosto da manutenção. Da ordem. Da regularidade.
Devo ser meio autista...
Ou "saciei" no que diz respeito à mudanças. Claro que mudar pra melhor é sempre legal e muito mais fácil. Às vezes. No que diz respeito às coisas simples, pelo menos.
Claro, se as outras não fossem complexas elas seriam simples, logo, fáceis. Ou menos difíceis.
Ah! Isso pra mim é como pensar no infinito. Dá uma agonia absoluta e sem solução, de maneira que o melhor é não pensar sobre.
E tenho dito.

Um comentário:

Beth disse...

Eu também gosto da segurança que as coisas mantidas nos dão... Embora ainda esteja disposta á mudanças... E muito embora a incerteza delas sempre me assuste... Eu espero a chuva passar e vou em frente... Será?? rsrs